Táqui o seu GNS!

Bom, esse post não é meu, é do Jeff, autor do Jeff’s Gameblog, que vocês podem checar na minha lista de blogs. O cara escreve basicamente sobre RPGs Old-School (e de forma muito legal), além de ser um seguidor do Shatnerismo. Em resposta à teoria GNS de RPG (que vocês podem verificar, traduzida, bonitinha, no blog dos Cavaleiros das Noites Insones), o Jeff escreveu o I got your threefold model right here, buddy!, que eu (com a devida permissão) traduzi, adaptei e apresento agora a vocês:

Táqui o seu GNS!

É hora de teoria do RPG, garotada! Ron Edwards fechou o setor de adoração de GNS no Forge, então alguém tem que continuar o trabalho. Como sabemos, toda teoria do RPG precisa dividir todos os jogos em diversas categorias imprecisas. Minhas categorias são Retrô, Estúpido, e Pretensioso, e qualquer RPG que valha a pena ser jogado irá entrar em uma destas categorias. Aqui vai um gráfico esclarecedor:

Este é o gráfico REP

Gráfico REP

Jogos Retrô fazem uso de definições, mecânica, ou pressupostos que agora são considerados ultrapassadas pelo RPG mainstream, muito embora estes mesmos pressupostos já tivessem sido o próprio mainstream. O jogo tem classes e/ou níveis, sem nenhum motivo aparente? Esse é um elemento de jogo Retrô. Você tem um grupo de jogadores em aventuras mal-definidas, com pouca ou nenhuma motivação? Essa é outra marca registrada do jogo Retrô. Estes jogos podem ser antigos, ou criados intencionalmente com um jeitão da velha guarda.

Jogos Estúpidos não se levam a sério. PCs podem sofrer mortes horríveis e outras coisas desagradáveis, mas essa morte horrível pode muito bem ser o resultado do ataque de uma horda de galinhas zumbi. Tabelas intermináveis de resultados, como monstros errantes ou mutações aleatórias, estão muitas vezes associadas a este estilo de jogo. A maioria dos jogos de comédia se enquadram nessa categoria, assim como todas as boas versões do Gamma World. As novas edições de Paranóia e WFRP também parecem estúpidas o bastante para mim.

Jogos Pretensiosos acham que são melhores do que jogos Retrô ou Estúpidos. Eles não são apenas jogos, mas explorações de vanguarda do nhé-nhé-nhé. Não é difícil listar um punhado de jogos Pretensiosos: Vampiro, a maioria do resto do Mundo das Trevas, Nobilis, Forge várias criações inspiradas pelo site Forge. Eu também colocaria Hero e GURPS nesta categoria como exemplos de jogos mecanicamente Pretensiosos. Você pode ter Pretensão baseada na ambientação, também: Blue Rose, Blue Planet, Tekumel, Harn, etc.

Além de um esquema mais útil de categorização, a minha teoria tem outra vantagem sobre a de Edwards: jogo incoerente é melhor. Você não precisa de um foco absurdamente preciso em Estupidez, Pretensão, ou Retrôsidade. Jogos Retrô são divertidos. Jogos Estúpidos são divertidos. Mas jogos Retrô Estúpidos são do cacete. Exemplo: Encounter Critical. Da mesma forma, Vampiro é Pretensioso até a raiz do cabelo, mas basta acrescentar um pouco de Estúpido e você chega em Exalted ou Street Fighter: The Storytelling Game. E que tal Retrô Pretencioso? Eu tenho 2 palavras para vocês: Traveller Classic.

O grande buraco na minha teoria é a área preta no gráfico onde Retrô, Estúpido e Pretensioso se encontram. Aquele deveria ser o lugar do jogo mais fuderoso em todo o universo, mas neste exato momento, o único jogo que consigo imaginar ali é World of Synnibarr. Mas esse RPG só está no seu melhor momento quando jogado em modo Retrô Estúpido, o que é muito fácil de se fazer. O macete é não ser Raven C. S. McCracken. Eu acho que se pode argumentar que Dungeons & Dragons se enquadra nos requisitos para ser Retrô Estúpido Pretensioso, mas toda teoria de RPG falha no momento em que D&D é levado em consideração, então eu provavelmente deveria parar enquanto estou ganhando.

N.T.: Flames wars pela fila ao lado, por favor, e pelo amor de deus, não toquem fogo no banner…

Anúncios

3 comentários sobre “Táqui o seu GNS!

  1. kkkkkkkkkkkkkkkk

    Adorei essa definição! Simples, prática, e divertida! Juntando as duas teorias (GNS e RSP), fica uma coisa de louco. Imagina uma frase:

    “Ah, eu jogo um estilo Gamista Pretensioso, com um toque Narrativista Estúpido”!

    Muito bom!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s